AQUI A VERDADE!

AQUI A VERDADE!

Sandro Dálio

Minha foto
São Manuel, São Paulo, Brazil
Radialista há 32 anos. Jornalista MTB 37.152 - Proprietário do Porão Stúdios - Foi Radialista na Rádio Clube de São Manuel e na Rádio Nova São Manuel - Apresenta atualmente o 'Passando a Limpo' na Integração FM de São Manuel - Graduado em Marketing - Foi Ouvidor do Município de São Manuel - As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

domingo, 10 de julho de 2016

PILOTO MORTO EM ACIDENTE EM SÃO MANUEL SERÁ SEPULTADO HOJE...



O piloto Elias Sanchez Casanova, 38 anos, que morreu nesta quinta-feira (8) em um acidente aéreo, em uma propriedade rural na divisa entre Botucatu e São Manuel, será enterrado na manhã de hoje, em Sertãozinho.

O sepultamento está previsto para as 10 horas, no cemitério Papa Paulo VI. Ele morava na cidade com a esposa e o filho.

Familiares e amigos participaram do velório dele, que teve início no final da tarde de ontem.

O corpo de Elias apenas foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) de Avaré após exames complementares solicitados pela Aeronáutica.

Casanova pilotava um avião agrícola que, por motivos ainda não esclarecidos, se chocou com a rede de transmissão de energia, perdeu condições de voo e caiu por volta das 17h15.

Por conta do acidente, uma equipe Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa-4), esteve na Fazenda Graminha, da empresa Citrosuco S/A Agroindústria, localizada nas imediações do quilômetro 185 da rodovia Geraldo Pereira de Barros (SP-191), onde ocorreu a queda.


Apuração

Segundo a assessoria de imprensa da Aeronáutica, foram recolhidas as primeiras provas para tentarem descobrir as causas do acidente com o avião de prefixo PR-TVE, de propriedade da empresa Tangará Aeroagrícola, com sede em Orlândia. No momento da queda, a aeronave realizava serviço de pulverização de uma cultura de laranja.

O Seripa elaborará um relatório, que será encaminhado à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O trabalho de perícia foi citado em nota distribuída pela empresa, que reconheceu o talento, competência e entusiasmo com a aviação por parte de Casanova. De acordo com o texto, o piloto que executava seu trabalho com uma aeronave modelo PA36-375, possuía experiência no equipamento desde 2013.

“A empresa e seus empregados se solidarizam com a dor dos familiares e amigos do piloto que tanto contribuiu para o desenvolvimento da nossa empresa”, conclui a nota.
Após o acidente, que deixou sem luz cerca de 62 mil imóveis, o piloto chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

Ele era natural de Ribeirão Preto.

À FAMÍLIA, NOSSOS MAIS PROFUNDOS SENTIMENTOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não tema! Diga sua verdade... No final, é sempre ela que prevalece!!!

AS POSTAGENS MAIS ACESSADAS!!! PARA LER QUALQUER UMA DELAS, BASTA CLICAR NA MANCHETE DA NOTÍCIA!

Arquivo do blog

ATENÇÃO!

As matérias assinadas são de total responsabilidade de seus autores.