AQUI A VERDADE!

AQUI A VERDADE!

Sandro Dálio

Minha foto
São Manuel, São Paulo, Brazil
Radialista há 31 anos. Jornalista MTB 37.152 - Proprietário do Porão Stúdios - Foi Radialista na Rádio Clube de São Manuel e na Rádio Nova São Manuel - Graduado em Marketing - Ouvidor do Município de São Manuel - As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

NIOMARA MORI 'SANTALÚCIA'! A mogiana que adotou São Manuel como a cidade de seu coração, onde constituiu família, aposentou-se e onde dedica-se à ARTE! De opinião sincera e personalidade forte, o Blog conversou com ela a respeito de tudo! Acompanhe a seguir...


Niomara. Quem a via(VIA, pois agora aposentou-se), com a ingrata missão de intimar, exercendo sua função de Oficial de Justiça cem São Manuel, e não a conhece a fundo, por certo, ficará surpreso com o currículo desta Mogiana(nasceu em Mogi das Cruzes - SP) e suas paixões por diversos segmentos da ARTE.

Claro. ARTE é ARTE e ponto final. Mas Niomara a ama de tal forma que, além de pintar quadros maravilhosos e participar de inúmeras exposições, sempre representando nossa cidade, mantém uma sobriedade com relação às suas opiniões que nos entusiasmam.

                

Dona de um carisma e de gênio forte em suas posições, ela sempre deixa em suas obras muito daquilo que pensa.

Bom... Ficaríamos horas a fio aqui neste espaço descrevendo-a. Mas, esta tarefa será só dela a partir de agora.
Assim, conheceremos um pouco mais de Niomara Mori(Santalúcia), seus gostos, suas visões, família, formações...

NIOMARA É HOJE A ENTREVISTADA DO "NA BOCA DO POVO"!!!


  

"Inicio agradecendo o convite feito pelo jornalista Sandro Dálio.

Fiquei muito honrada em fazer parte do Blog 'Na Boca do Povo' por onde passaram pessoas muito carismáticas e espero estar à altura dos anteriores entrevistados.

Nasci 24/01/1945 na cidade de Mogi das Cruzes / SP, dois meses antes do término da 2ª Guerra Mundial, razão pela qual fui criada com leite condensado Nestlé diluído em água, que era fornecido pela Nestlé na época da guerra e pós guerra para as mães que não pudessem amamentar seus filhos.

Sou filha de Luiz Mori Netto e de América Nordi Mori.

Sou neta de imigrantes italianos, por parte de mãe, ela família Angela / Nordi, que se conheceram no navio na vinda para o Brasil, de Pontemoli / Itália.

Sou bisneta de empresários italianos, ele Mori ela Contipelli: que vieram ao Brasil aonde montaram a fábrica “Fiat Lux” e anos depois se tornaram fazendeiros na região de Botucatu / SP, local onde tenho ramificações nas famílias: Nordi, Mori, Buchignani, Bissacott, Angela e outras.

Tenho 3 irmãos: Antonio (in memorian), José Roberto e Lorelei.

Tenho 2 filhas: Andréa (48 anos), Roberta (46 anos) e uma neta, Carolina (20 anos).

Sou casada com o atleta e professor Arnaldo Giannini Santalúcia há 50 anos. Não uso o sobrenome Santalúcia por ter me sido concedida fé pública (para efeitos de certidões) com registro no Diário Oficial do Estado como Niomara Mori.

Estudei nos Colégios Santa Marcelino e La Salle, em Botucatu / SP e em São Manuel fiz a Licenciatura Curta em Estudos Sociais com ênfase em História, Geografia e Filosofia, curso interrompido pela ITE de Bauru e instalado na cidade de Marília / SP.

Outros cursos: artes, piano, música, artesanato, confecção de materiais artísticos, montagem de bandas e fanfarras, dança, teatro, desenho, pintura, história da arte, enfeites de rua, arte de rua, fantasias para o carnaval. Esses Cursos foram feitos em várias cidades e muitos em São Manuel / SP, pela Secretaria da Cultura.

Trabalho: chefe de equipe de monitores do Plimec – Plano de Integração do Menor à Comunidade (Secretaria de Assistência Social do Governo do Estado de São Paulo); proprietária do L´Atelier (na rua Comendador José Manuel Pupo) em parceria com os artistas Eduardo Salvador Ricardo, Maria Angélica Mennochi, Kátia de Cássia Aparecida Hilário e João Batista Ribeiro.

Fui a primeira mulher Oficial de Justiça da Comarca de São Manuel, onde trabalhei por 32 anos, pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP).

Fui proprietária de saúna mista, na Avenida José Horácio Mellão (onde hoje funciona a Pizzaria Veneza).

Fundadora, assessora especial e Presidente dos Grupos de Artistas Plásticos de São Manuel e do Grupo de Artistas Sãomanuelenses (artes em geral), tendo encabeçado várias campanhas de divulgação das artes na cidade, entre elas o 1º Salão de Artes Sãomanuelense e a Reforma do Teatro Municipal, a Festa do Centenário da Comarca de São Manuel e a exposição da TV Cultura com os artistas sãomanuelenses, entre outras.

Niomara Mori"





POLÍTICA NACIONAL



1 – Corrupção é sinônimo atualmente de política brasileira! Como você vê o quadro político brasileiro, com as denúncias contra Temer e a possível volta de Dilma?

NIOMARA: A corrupção não é apenas sinônimo da política brasileira. Ela está presente em todos os poderes e até nas relações sociais, no mundo todo. Corrupção no Brasil significa a decomposição da Ética na política brasileira e estamos vendo o desvirtuamento e a devassidão de hábitos e costumes dos políticos, tornando-os imorais e antiéticos. Acredito que a prática da corrupção está relacionada com a baixa instrução política da sociedade, que muitas vezes compactua com os sistemas corruptos. A frase “rouba, mas faz” é exemplo disso e é bem brasileira.

Sobre o episódio Temer / Dilma: ainda estou analisando o quadro político Temer / Dilma, mas tudo está acontecendo igualzinho à descrição de Maquiavel em “O Príncipe”, capítulo XXII. Na primeira análise conclui-se que Michel Miguel Temer Lullia é uma figura decorativa, um “boneco” plantado no governo por forças contrárias à democracia e favoráveis ao “Golpe” para que permaneça o “status quo” da corrupção. Posso mudar de ideia conforme os acontecimentos vão se desenrolando, mas até agora tudo que Maquiavel descreve está se concretizando.


JUVENTUDE NA ESQUERDA


2 – Niomara, como você enxerga a juventude que cada vez mais se simpatiza com movimentos esquerdistas e, infelizmente, alguns, até com movimentos radicais?

Ser jovem significa a fase de transitoriedade psicológica. É o período de negação de verdades idealizadas e estabelecidas pelas instituições sociais, significa à necessidade de descobertas, experimentações e afirmações filosóficas, religiosas, sociais, sexuais, educacionais e profissionais. Ser jovem é sofrer cobranças sociais e opressões materiais sobre seus ideais, cobranças essas feitas pela família, escola, comunidade, igreja e estado, colocando o jovem em conflito com a necessidade de tomada de decisões como a profissão ou o curso a seguir, por exemplo.

Creio ser muito natural que os jovens expressem suas contradições e dúvidas nos grupos de identidade, opiniões políticas e organizações.

Diariamente vemos e ouvimos jovens nas manchetes dos jornais, vítimas ou promotores de violências. São todos carentes de políticas de inclusão por parte dos mantenedores do “status quo” e por alguns órgãos públicos.

Como não temos a proteção de Hebe (Deusa da Eterna Juventude), resta-nos esperar que os jovens atinjam a fase adulta.

“Sente-se uma insatisfação, sobretudo dos jovens, perante um mundo que já não oferece nada, só vende”. (José Saramago)


A IMPRENSA


3 – Em sua opinião, a IMPRENSA tem desenvolvido seu papel corretamente ou a maioria é parcial, vendia e quer o bem próprio antes de lutar pelo bem da coletividade?

Atualmente o jornalismo ou Imprensa faz referência todas às formas de comunicação pública e oscila entre a imagem de árbitro e porta voz da opinião pública e a de imprensa comercial sem escrúpulos, que recorre a qualquer meio para chamar atenção e multiplicar suas vendas, sobretudo com a intromissão em vidas privadas e a dimensão exagerada concedida a notícias escandalosas e policiais, algumas até manipulando as notícias para fins comerciais ou particulares.

Foi a imprensa que jogou os irmãos brasileiros uns contra os outros promovendo a divisão do País em ricos e pobres no episódio da divulgação das escutas telefônicas pelo Juiz Sérgio Moro, que “rasgou” a Constituição Brasileira na Cláusula Pétrea das garantias e direitos individuais não tendo sofrido nenhuma punição por isso. Bastou um pedido de desculpas ao Supremo Tribunal Federal (STF).

“Às vezes, a única coisa verdadeira num jornal é a data”. (Luiz Fernando Veríssimo).


O AMOR PELA ARTE


4 – Niomara, falemos agora um pouco de sua vida. Sabemos de seu amor pelas artes, principalmente pela pintura, inclusive com quadros belíssimos de sua autoria. Fale-nos um pouco mais a respeito dessa sua paixão e quais os artistas que mais te inspiram.

Os artistas que mais me inspiram são pela sua vida de sacrifícios Miguel Ângelo de Ludovico Buonarroti Simoni, ou Michelângelo Buonarroti, pelo esforço, pela dedicação, pelo sacrifício de uma vida inteira por amor à arte, pelo esforço sobre humano da pintura dos 680 m da Capela Sistina (em afrescos), tendo trabalhando 4 anos deitado ou de pé, o que lhe rendeu muitas dores e tendo sido levado pelos guardas do Papa Julio II para terminar a obra que tinha abandonado por um tempo por causa das dores terríveis por todo o corpo.

Em segundo lugar Pablo Ruiz Picasso, talento nato que pintava de modo realista, desde menino, e com o decorrer do tempo mudou seu estilo, sendo sua obra classificada em períodos. Foi o maior pintor do mundo moderno.

Eu sou autodidata, não tenho formação acadêmica em Artes, apenas cursos. Tenho mais de 300 quadros, pintados em tinta acrílica e a maioria estão com colecionados e alguns com amigos. Pintei desde sempre até o ano 2000, quando interrompi minhas atividades artísticas para me dedicar à família e ao trabalho como Oficial de Justiça. Agora, com a aposentadoria, voltei há um ano me dedicar às artes e estou fazendo pinturas, desenhos, tudo em Arte Contemporânea, bem século 21. Nesse projeto estão incluídos os giclées, em parceria com a Dom Design, com meu amigo artista plástico e designer gráfico Eduardo Salvador Ricardo. Eu crio o desenho ou a pintura e ele imprime no acrílico. Vale dizer que é inédito no Brasil e no exterior, só executado pela Dom Design em São Manuel. São Giclées numerados e assinados por mim só depois da impressão feita. Coloco as fotos na minha página social e se a pessoa gostar encomenda na Dom Design ou com Andréa (minha filha). São Giclées únicos, no tamanho desejado, com preços super acessíveis a todos que desejam ter uma obra de arte em sua casa ou escritório. Vale dizer que os giclées tem a duração de 100 anos em perfeito estado. Assim, surgiu em São Manuel um material inédito, feito por artista sãomanuelense e por mim que sou sãomanuelense de coração.


ARTE SEM VALORIZAÇÃO


5 – Em sua opinião, porque o povo brasileiro não é daqueles que valorizam a ARTE e seus artistas?

O povo brasileiro valoriza a arte que está em nossas raízes culturais, sendo ele o verdadeiro artista e nos premiando com belíssimas manifestações culturais como as festas juninas, o carnaval e outras. Se tiver acesso à arte de galerias comerciais irá valorizar também a arte de galerias, mas está ocupado praticando a verdadeira arte que é a arte da sobrevivência. O povo brasileiro respeita, reconhece e ama os verdadeiros artistas. Na música, por exemplo, o povo chorou por ocasião das injustiças cometidas contra o maior artista brasileiro vivo, Chico Buarque de Holanda.

“O homem mais forte do planeta,

Tórax de Superman,

Tórax de Superman,

E coração de poeta” (Chico Buarque de Holanda)


PROFISSÃO


6 – Qual o peso de sua profissão em sua vida cotidiana? Trabalhar na Justiça te trouxe grandes aprendizados?

Ser artista plástico é, na verdade, um ato muito solitário e cansativo, mental e fisicamente, por isso os grandes artistas como o ítalo brasileiro Alfredo Volpi, no apagar das luzes, pintava repetidas bandeirinhas. Eu, nas minhas limitações de 71 anos de idade estou criando arte contemporânea, no intuito de deixar para os que vierem depois de mim, o amor pela arte.

O trabalho na justiça foi um grande aprendizado. Através dos Juízes, aos quais servi, aprendi a amar a Justiça como sendo “dar o justo a cada um”. Através dos Advogados aprendi a amar o Direito como sendo “o direito do ser humano à ampla defesa através das leis vigentes”. Através do “corpo a corpo” diário e obrigatório com o povo de São Manuel aprendi a respeitar o ser humano, dos maiores aos mais humildes, todos como brasileiros iguais perante a Lei.


NOSSA CIDADE


7 – Falemos de São Manuel. Qual é a visão da Niomara sobre nossa cidade atual, principalmente no campo político?

São Manuel é uma cidade tão linda que foi comparada a um presépio pelo artista Aguinaldo Rayol quando a conheceu e possui um povo solidário, honesto e trabalhador. Terra de muito progresso na época áurea do café teve uma estagnação com o êxodo rural. Mas sempre tivemos bons Prefeitos, políticos éticos em suas atitudes e todos fizeram, dentro das limitações do município, alguma coisa pelo progresso da cidade. Alguns fizeram mais, outros menos. Alguns acertaram e erraram mais, outros menos, mas sempre foram motivo de orgulho para o povo manuelino.

O povo de São Manuel é bastante politizado e evoluiu cada vez mais em sua cidadania, estando ciente de seus direitos políticos, sociais e civis e sabe que realmente há um longo caminho a percorrer e que o voto não é apenas o exercício da cidadania e democracia. O voto é o exercício de um Poder.


A FAMÍLIA


8 – Falemos de família. Para muita gente uma instituição falida. Em sua opinião, qual o significado de “FAMÍLIA”?

Família é onde nossa história começa e chegando ao destino não devemos esquecer de onde partimos. Família também é aquela unida pelo espírito e não somente pelos laços de sangue.


A HUMANIDADE CAMINHA PARA...


9 – Niomara, onde foi que a humanidade errou? E, tem conserto?

Errou em não ter feito o controle populacional do planeta que atingiu a casa dos 7 bilhões e continua em explosão demográfica e em 2090 atingira a casa dos 11 bilhões de habitantes, segundo os cientistas.

O Planeta Terra não conseguirá suprir as necessidades básicas como comida e água para 11 bilhões de pessoas. Por isso acho que somos o País do Futuro, temos água em abundância e onde tem água, tem comida. Aqui mesmo em São Manuel estamos em cima do Aquífero Guarani.

No Brasil o governo não pode intervir no controle da natalidade, mas já temos a Lei de Planejamento Familiar que representa um avanço nas políticas populacionais do País.

Se tem conserto? Sim, tem conserto desde que se comece imediatamente o controle populacional, principalmente na Ásia.


TRADIÇÕES... LEMBRANÇAS


10 – Niomara, gostaríamos que citasse coias boas sobre São Manuel. Lugares, tradições, algumas saudades de tempos idos, algumas coias que te marcaram, coisas que deixaram muitas saudades.

Só tenho boas lembranças de acontecimentos de toda uma vida passada em São Manuel e tenho lembranças especiais de pessoas especiais que passaram pela minha vida artística e foram grandes incentivadores das artes e dos artistas sãomanuelentes: Julio Moreira, Dinoráh Fontes Frossard, Newton Frossard, Emília Gallo Machado, Maria do Carmo Casquel Monti, Nenê Plese se Oliveira Neves, Antonio Rondina, Dr. Aldo Castaldi, Dr. Daniel de Oliveira Neves (todos in memorian).

Os contemporâneos são: Tharcílio Baroni Junior, Milton Antonio Casquel Monti, Maria Fernanda de Barros Di Santis, Paschoal Vitagliano Grimaldi e meu querido amigo e incentivador das artes engenheiro e empresário Carlos Dinucci.



FOI UM PRAZER CONVERSAR COM A NIOMARA, MAIS UMA SÃOMANUELENSE, DE CORAÇÃO E ALMA, QUE ENRIQUECEU NOSSAS PÁGINAS!!!

Um comentário:

  1. Obrigada Sandro Dalio pelo enorme carinho que teve ao entrevistar minha mae. A entrevista ficou fantástica. Um beijo enorme pra você e sucesso pra nós.

    ResponderExcluir

Não tema! Diga sua verdade... No final, é sempre ela que prevalece!!!

AS POSTAGENS MAIS ACESSADAS!!! PARA LER QUALQUER UMA DELAS, BASTA CLICAR NA MANCHETE DA NOTÍCIA!

Arquivo do blog

ATENÇÃO!

As matérias assinadas são de total responsabilidade de seus autores.