AQUI A VERDADE!

AQUI A VERDADE!

Sandro Dálio

Minha foto
São Manuel, São Paulo, Brazil
Radialista há 31 anos. Jornalista MTB 37.152 - Proprietário do Porão Stúdios - Foi Radialista na Rádio Clube de São Manuel e na Rádio Nova São Manuel - Graduado em Marketing - Ouvidor do Município de São Manuel - As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

terça-feira, 8 de março de 2016

REUNIÃO ENTRE PREFEITO E VEREADORES DE SÃO MANUEL FOI PARA DISCUTIR AUMENTO NO IPTU! Vereadores puxas-saco disseram que vão apoiar o Prefeito e aumentar os valores!!!



O Blog recebeu nesta segunda feira, a informação, de uma fonte da Prefeitura, que o motivo da reunião com os Vereadores, por parte do Prefeito, seria sobre a instalação do sistema de Geoprocessamento para o cálculo do IPTU, a partir de 2017.

Ou seja: seja ele reeleito, ou qualquer outro que vier a ser Prefeito, terá que lidar com essa mudança.

Um funcionário da Casa Branca esteve em São Paulo tratando diretamente com uma Empresa especializada e inteirando-se dos processos de instalação, manutenção e uso.

Ontem, durante mais uma Sessão na Câmara, nada nesse sentido foi apresentado. Acreditamos que os Vereadores irão votar após as Eleições de outubro e jogarão essa bucha para o próximo Prefeito da cidade.

Segundo nossa fonte, TODOS os Vereadores que apoiam o Prefeito Marcos Monti se comprometeram a aprovar o projeto de lei, o que vai encarecer, E MUITO, os valores de IPTU em nossa cidade!!!


NO DIA 05 DE FEVEREIRO DESTE ANO, O BLOG CORNETANDO JÁ HAVIA ALERTADO A POPULAÇÃO SOBRE ISSO!!!


O QUE É O GEOPROCESSAMENTO???




Segundo um ex-funcionário de Marcos Monti, o Prefeito pretende instalar em 2017 um sistema de geoprocessamento para cálculo do IPTU. Isso, óbvio, se for reeleito.

Já era para ter sido instalado esse sistema em 2015, mas por causa da briga contra a Taxa do Lixo, o atual Prefeito resolveu deixar de lado. Mas será uma das primeiras medidas em 2017, se Marcos voltar à Prefeitura!

Essa medida, além de cara para o município, vai alterar o valor do IPTU do cidadão sãomanuelense e, é claro, MUITOS pagarão mais caro.

A administração municipal, para introduzir esse sistema, terá que contratar uma Empresa especializada na área. Segundo levantamentos feitos pelo Blog, o valor varia bastante, mas tem Empresas que cobram mais de 01 MILHÃO de reais para realizarem o geoprocessamento!!!

A cidade de Barra Velha, em Santa Catarina, por exemplo, com 32 mil habitantes, desembolsou 900 mil reais para fazer o serviço. E os cidadãos tiveram até 170% de aumento no valor do IPTU!!! Afinal, além da medição acusar um crescimento no imóvel, é o povo quem tem que arcar com a grana para pagar a Empresa!!!


GEOPROCESSAMENTO




Geoprocessamento é um conjunto de tecnologias de coleta, tratamento, manipulação e apresentação de informações espaciais voltado para um objetivo específico.

Na prática, o geoprocessamento atua com auxílio de diversos tipos de informações e dados onde estes são processados por meio de técnicas matemáticas e computacionais.

Uma das ferramentas do geoprocessamento para obtenção de informações e dados é o Sistema de Informação Geográfica (SIG), no qual é gerado informações por meio da integração de dados geográficos.

Tais dados permitem a criação de diferentes mapas, onde vários tipos de informações podem serem sobrepostas e interpretadas.

O geoprocessamento vem sendo utilizado por vários governos municipais para a prática do planejamento urbano, o que permite a estes, alem de monitorar e fiscalizar o crescimento dos municípios, se basearem para a forma de cálculo e do recolhimento do Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU.



Quando uma pessoa constrói uma edícula em seu quintal, automaticamente terá um valor maior em seu IPTU. No entanto, com a crise que por hora enfrentamos, com a falta de empregos na cidade, muitos acabam não comunicando a Prefeitura. Alguns fazem um quarto a mais, ampliam a cozinha, outros fazem um 'puxadinho'...

OK. É errado não comunicar a Prefeitura. Mas, se comunicam, terão que pagar o IPTU mais alto. E muitos não têm condições.

Com o Geoprocessamento não tem como fugir, pois, para a medição dos terrenos e imóveis, o sistema usa satélites!!! Não há como esconder!

Então, a base de cálculo para o IPTU acontece de forma justa, mas obriga o cidadão a pagar mais pelo imposto.

Se Marcos será reeleito? Não sei e tô me lixando se for. Minha luta não termina com ele ou com outro na Prefeitura. Continuarei investigando, denunciando e criticando. Continuarei levando ao povo aquilo que querem varrer pra debaixo do tapete e ponto final.

No entanto é bom prepararmos o bolso para 2017 se isso ocorrer...

O sistema de Geoprocessamento é muito importante para um município arrecadar mais.
Mas o Prefeito poderia segurar um pouquinho até a cidade crescer e dar condições de seu povo pagar mais, não é? (isso na hipótese de ser reeleito).

Nas entrevistas que farei com os pré-candidatos à Prefeitura, perguntarei sobre o Geoprocessamento e se eles pretendem instalá-lo em São Manuel.


VEREADORES REJEITAM PEDIDO DE TIAGO RAGOZO!!!




O requerimento do Vereador Tiago Ragozo, pedindo explicações sobre como seria o funcionamento da UPA, foi rejeitado pelos 9 vereadores do grupo do Prefeito.

O Vereador Jair Micheleto, justificando o seu voto contrário, disse que o Tiago sabia que o Prefeito, depois da UPA funcionando, NÃO PODERÁ mais repassar dinheiro ao hospital (deve ser do convênio com o pronto socorro).

PERAE! Nada impede o Prefeito de repassar dinheiro ao hospital, em qualquer momento.
Basta fazer uma Lei e que ela passe pela Câmara.

Jair demonstrou desinformação total.

Nestes anos todos como Vereador, ainda não sabe como funciona os repasses da Prefeitura ao hospital.

Por se tratar de gestão plena, o hospital recebe o dinheiro destinado pelo SUS, do Ministério da Saúde, através da Prefeitura.

O Ministério repassa aos cofres da Prefeitura, que tem a responsabilidade de conferir os atendimentos ambulatoriais, internação, cirurgias, etc, feitas via SUS, e depois paga ao hospital.

Então, dos cofres da Prefeitura não sairá nenhum tostão a mais para o hospital.

Um outro contrato entre hospital e Prefeitura, envolve o atendimento no Pronto Socorro, onde a Prefeitura paga a contratação de médicos; o resto, como: medicamentos, material de sutura, enfermeiros, etc, são pagos pelo SUS.

A Prefeitura mantém este contrato, porque não possui Pronto Socorro e dentro deste contrato, por ser um atendimento por gestão plena, os moradores de Pratânia e Areiópolis têm que ser atendidos no hospital e pronto socorro, pelo SUS.

Com o funcionamento da UPA, os moradores de Pratânia e Areiópolis também serão atendidos, já que ela somente foi autorizada porque foram somados os moradores dos 3 municípios.

Será uma UPA com atendimento regionalizado.

O custo de uma UPA deste porte, para 60.000 habitantes, fica em torno de R$ 900 mil reais por mês, sendo que o governo federal manda 1/3 desse valor; ou seja algo em torno de R$ 300 mil reais.

O resto o Município banca.

Isto no ano dará algo em torno de R$ 7.200.000,00.

O SAMU para funcionar, terá que ter grupo de paramédicos, com enfermeiras e assistentes e ainda motoristas.

Fica algo em torno de R$ 400.000,00 por mês; no ano R$ 4.800.000,00, com repasse pequeno do governo federal.

Talvez, o requerimento rejeitado do vereador Tiago Ragozo, tinha o objetivo de esclarecer esses pontos.

De onde virão os R$ 12 milhões a mais no caixa da Prefeitura para que a UPA possa atender a população?

Quanto ao fechamento do Pronto Socorro do hospital, com o funcionamento da UPA, parece ser inevitável.
A prefeitura deixaria de enviar por mês este dinheiro ao hospital.

Ai fica a pergunta: a UPA, que se destina ao atendimento de Urgência e Emergência, atenderia também a parte ambulatorial?

E quanto falta de dinheiro para terminar a obra?

Comenta-se que algo em torno de R$ 1 milhão de reais, que seria a parte da contrapartida da Prefeitura.

Se o Posto da Vila Ayres, cujo prédio foi inaugurado no ano passado, não funciona, como irá funcionar essa UPA?

Nossa "digna" Câmara de vereadores, perdeu a oportunidade de esclarecer a população de São Manuel, se não estamos diante de mais um engodo, visando tão somente iludir novamente a população, como foi feito com o famoso DVD.

Lamentável... mais uma vez!


ESCOLA EM AREIÓPOLIS DESPERDIÇA ÁGUA!!!




O nome da escola é José Lourenço Blanco, localizada na COAHB, em Areiopolis!!!

Há mais de 15 dias estes bebedouros(da imagem acima) estão com estas torneiras, que são fechadas por sensores, vazando 24 horas por dia!!!

O chefe de trabalhos da Prefeitura já foi avisado para que enviasse alguém para ao menos isolar as torneiras, mas até agora ninguém foi solucionar o problema.

Dizem que o funcionário tem algo mais importante que fazer, esquecem que está água esta sendo desperdiçada numa época em que precisamos valorizá-la

CARAMBA! Se eles não tem como manter a manutenção destes equipamentos, porque não colocam torneiras convencionais que qualquer um troca as buchas ou até mesmo as torneiras???

Não sei se tem como calcular este desperdício, mas imagine o quanto já consumiu de água nestes últimos quinze dias com as torneiras escorrendo 24 horas por dia e sete dias na semana???

Depois a culpa é jogada nas costas das funcionárias da limpeza, porque nas reuniões do Fundeb este consumo é questionado.

Foi feita está reclamação na última reunião do Conselho do Fundeb.

A MESMA OCORREU NO DIA 01/03/2016. FOI SOLICITADA UMA REPARAÇÃO E ATÉ AGORA NINGUÉM DEU SATISFAÇÃO!

OUTRA COISA: nesta mesma escola se encontra um banheiro em desuso por falta de manutenção... por este motivo está trancado a mais de cinco meses...

Alô Prefeito Amarildo: vamos pegar no pé do pessoal da manutenção da Prefeitura!

Tanto aí como cá, o descaso parece imperar... triste isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não tema! Diga sua verdade... No final, é sempre ela que prevalece!!!

AS POSTAGENS MAIS ACESSADAS!!! PARA LER QUALQUER UMA DELAS, BASTA CLICAR NA MANCHETE DA NOTÍCIA!

Arquivo do blog

ATENÇÃO!

As matérias assinadas são de total responsabilidade de seus autores.